Mouzinho: da Ribeira ao Aeroporto | Museu da Cidade – Casa do Infante

No dia 10 de Março, o Gabinete do Tempo da Casa do infante, inaugurou a exposição Mouzinho: da Ribeira ao Aeroporto. Uma mostra com curadoria do Núcleo de Programação do Museu da Cidade do Porto que nos leva pelas alterações que a cidade sofreu urbanisticamente desde que se lançou o plano para a abertura da Rua Mouzinho da Silveira até aos dias de hoje.

Para o resultado final desta exposição, o geógrafo Álvaro Domingues (n.1859) e o arquitecto Ivo Poças Martins (n.1980) partem da documentação referente à intenção de rasgar a Rua Mouzinho da Silveira no Porto, em 1872, até à actualidade. Uma rua que acompanha as grandes rupturas tecnológicas do seu tempo, criando um espaço que, durante aproximadamente um século, foi tido como o centro da cidade, entretanto deslocado para a chamada baixa do Porto. Nos dias de hoje, este centro está multiplicado por vários pontos relacionáveis entre si, todos eles comtemplados na exposição.

Hoje, do nó da Arrábida ao aeroporto, passando por Leixões, sucedem-se focos de novas centralidades que se distribuem e se relacionam no novo mapa da urbanização em curso. O centro do Porto perdeu o monopólio da centralidade.

É em 1872 que surge o plano para o projecto da que conhecemos como Rua Mouzinho da Silveira, uma rua paralela à Rua das Flores e que une a zona Ribeirinha à Estação de São Bento. Desde aí, foram várias as alterações que a cidade portuense sofreu, algumas vezes pautadas pela incerteza trazida por crises económicas.

Uma exposição composta por documentos de épocas variadas que ajudam a ver esse avanço que se deu na estrutura urbanística da cidade ao longo destes quase dois séculos.
Há plantas topográficas, postais, cartões de visitas, folhetos publicitários, comunicações de colóquios, registos de reuniões e inspecções, fotografias de época e muito mais para descobrir.
Em compração com esses documentos mais antigos colocados sobre as mesas, vemos nas paredes do Gabinete do Tempo fotografias da autoria de Álvaro Domingues que nos mostram vistas recentes da cidade, levando-nos numa espécie de percurso de automóvel pelos locais mostrados, indo precisamente de alguns pontos da Rua Mouzinho da Silveira até ao aeroporto, passando na auto-estrada e pelo Porto de Leixões.

(…) a cidade perdera o exclusivo da urbanização e as medidas curtas que antes bastavam para entender o comprimento da Rua Mouzinho, deram lugar aos tempos rápidos das relações e do movimento.

Também o público que visita a exposição tem a oportunidade de reunir documentação sobre estes locais: a folha de sala é uma pasta de arquivo e há folhas relativas a cada uma das fotografias recentes que podemos recolher e que, com texto, complementam o que estamos a ver.

A exposição Mouzinho: da Ribeira ao Aeroporto pode ser visitada até ao dia 11 de Setembro, no Gabinete do Tempo da Casa do infante, de Terça-Feira a Domingo, das 10h às 17h30.
A entrada é gratuita.
Para mais informações: Mouzinho: da Ribeira ao Aeroporto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s